13 de jul de 2011

Trecho da duplicação entre Tubarão e Laguna(SC) está com obras paralisadas.Motivo: Falta de pagamento dos operários.

Do Notisul
Mais uma vez, os trabalhadores do lote de obras 25 da duplicação da BR-101, entre Laguna e Capivari de Baixo, cruzaram os braços. O motivo é o mesmo: falta de pagamento dos salários. Alguns dos operários dizem estar sem receber há quatro meses. Outros há dois.
Ex-funcionários do consórcio Araguaia/Blokos/Emparsanco também não receberam a rescisão de contrato, estão com a carteira de trabalho ‘retida’, sem poder dar entrada no seguro desemprego. Eles também alegam que o FGTS não foi depositado.

Ontem, um grupo de trabalhadores fez um pequeno tumulto em frente à sede do grupo, às margens da BR-101, em Laguna. Ninguém atuou no trecho. Eles decidem hoje se seguem paralisados.
O Notisul entrou em contato com a Araguaia, atual gestora do consórcio. A pessoa que atendeu o telefone não negou as informações, mas disse que não poderia responder pelo grupo. Inúmeros novos contatos foram feitos depois disso, mas o telefone estava desligado.
Os problemas financeiros do consórcio não são de hoje. No ano passado, em julho, os funcionários, na época geridos pela Blokos, também fizeram greve por falta de pagamento salarial.
Pouco mais de três meses depois, em outubro, novamente eles cruzaram os braços pelo mesmo motivo. Os funcionários do ano passado não são os mesmos de agora. O grupo de 2010 está até hoje sem receber os atrasados.

Banho de água fria
A notícia é um banho de água fria, e chega um dia após a divulgação do relatório do Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes (Dnit). Na região, conforme os dados divulgados ontem pelo Notisul, o lote 25 foi o que mais avançou.


Duplicou, em junho, 1,25 quilômetro de pistas. Dos estagnados 9,5 quilômetros prontos que contabilizava desde o ano passado, passou para 10,75 quilômetros concluídos de um total de 29,9 quilômetros do lote.

Avanços na passagem inferior em Treze de Maio
Ontem, a passagem inferior de acesso a Treze de Maio, na BR-101, recebeu as primeiras camadas asfálticas. A empreiteira responsável pelas obras no lote 26 (de Tubarão a Sangão), a construtora Triunfo, iniciou aplicação de ligante (conhecido como Binder), que é a base para as demais camadas do pavimento. Os trabalhos prosseguirão pelo resto da semana.

Os motoristas devem ficar atentos para o fato que não existe mais um canteiro no trevo de acesso a Treze de Maio. No local, foram abertos caminhos para novas pistas, onde são colocadas as camadas bases de rochas.
Os funcionários continuam com os trabalhos de amarração das ferragens que sustentarão as pistas elevadas. Os muros edificados também servirão para moldar o talude, além de abrigar as pistas inferiores, utilizadas para retorno de sentido e acesso a vias laterais.
A passagem inferior de Treze de Maio tem o mesmo tamanho da estrutura da obra em execução no bairro São Cristóvão e de acesso sul a Tubarão, com 14,80 metros de extensão. A expectativa que as passagens inferiores sejam entregues até setembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário