6 de mai de 2011

Bolsonaro e a reedição do preconceito

Do JB
Bolsonaro: "Próximo passo é legalizar pedofilia", diz sobre decisão do STF
O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) ironizou nesta quinta-feira a decisão do Supremo Tribunal Federal favorável à união estável homossexual.
"Agora virou bagunça. O próximo passo vai ser a adoção de crianças (por casais homossexuais) e a legalização da pedofilia", disse.
No final de março, Bolsonaro se envolveu em uma polêmica após proferir frases supostamente racistas e homofóbicas durante o programa CQC, da TV Bandeirantes. Em outra ocasião, o político disse estar "se lixando" para o movimento gay.
Hoje, o parlamentar reforçou sua posição contrária a casais homossexuais terem filhos dizendo que a criança "vai ver a mãe crescer usando cueca e o pai usando calcinha" e que depois disso vai ter "passeata gay mirim".
Supremo "extrapola"
Bolsonaro disse ainda que o Supremo extrapola sua competência ao julgar um tema já previsto na Constituição, que reconhece a união estável entre homem e mulher como entidade familiar para efeito da proteção do Estado.
O argumento também foi usado por um dos filhos do deputado, Flávio Bolsonaro, deputado estadual pelo mesmo partido, em seu microblog. Segundo ele, "cabe ao Congresso Nacional e não ao STF criar direitos".
Filho posta mensagens
Outro filho do parlamentar Carlos Bolsonaro, vereador no Rio de Janeiro, publicou váriasmensagens sobre o julgamento no Twitter. Ele também questionou se "não concordar com o estímulo ao homossexualismo é ser ignorante". "Então p/ ser inteligente é preciso ser gay? Isso é heterofobia!"(sic).
Nesta quinta-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu garantir o reconhecimento de união estável entre pessoas do mesmo sexo e estender a parceiros homossexuais direitos hoje previstos a casais heterossexuais. A decisão permite aos casais gays terem acesso a herança e pensões alimentícia ou por morte, além do aval de tornarem-se dependentes em planos de saúde e de previdência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário