14 de abr de 2011

Audiência por videoconferência em Tubarão(SC)

Do Notisul
A primeira audiência por videoconferência realizada pelo juiz Elleston Lissandro Canali, da 1ª Vara Criminal de Tubarão, ocorreu ontem. O magistrado aprovou o uso da tecnologia, principalmente pela economia gerada aos cofres públicos.

Para ele, o deslocamento do réu não seria necessário, em função da quantidade de agentes prisionais e de policiais, prática usada para transferência de presos de alta periculosidade. O juiz ouviu o réu Sérgio Augusto Mendonça, o Cecéu, que se encontra na Penitenciária Federal de Campo Grande (MS). Ele foi denunciado pelo crime de roubo agravado pelo concurso de agentes e emprego de arma de fogo e pelo crime de evasão de preso mediante violência contra a pessoa.

O réu já havia sido interrogado e a audiência teve como finalidade a conclusão da instrução. Três testemunhas foram ouvidas. Antes da sessão, foi permitido o contato telefônico da advogada com o acusado, que a atendeu da penitenciária. Segundo o magistrado, a experiência foi um sucesso e tudo foi armazenado com o kit de gravação de audiências, fornecido pelo Comitê Gestor de Tecnologia da Informação, do Tribunal de Justiça do estado.

“Seria de extrema valia a implantação deste sistema por videoconferência em nosso estado, para a instrução de ações criminais, pois a praticidade, economia e segurança são inquestionáveis”, avaliou o magistrado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário