25 de out de 2010

PV baiano apóia Dilma


Do Terra
Davi Lemos
A maioria dos dirigentes estaduais do Partido Verde na Bahia esteve presente em ato realizado no Hotel Fiesta, em Salvador, na manhã desta segunda-feira (25) para declarar apoio à candidatura de Dilma Rousseff (PT) à Presidência. De um total de 17 dirigentes, 12 indicaram este caminho. Para o presidente estadual do PV, Ivanilson Gomes, o apoio à petista significou um "reencontro com a nossa história".
Gomes disse ainda que foram poucas as dúvidas para definir apoio a Dilma Roussef dentro do partido. "São quase 20 anos que o PV marcha com as forças democráticas de nosso Estado", disse, referindo-se às alianças anteriores com os petistas na Bahia. Ele ressaltou, entretanto, que, de acordo com a decisão nacional, foi dada liberdade para que outros dirigentes e filiados apresentassem decisões distintas.

O deputado federal Edson Duarte (PV), candidato derrotado ao Senado na Bahia, disse que o seu partido realizou papel de afirmação nestas eleições: o lançamentos de quadros em pleitos majoritários. Duarte disse que os esforços de verdes na Bahia e no Maranhão fizeram que o partido não apoiasse abertamente José Serra (PSDB), posição majoritária na Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. "Dividimos o apoio em São Paulo e Minas", comemorou Duarte.
O coordenador da campanha de Dilma na Bahia, o prefeito de Camaçari, Luiz Caetano, aproveitou para realizar crítica indireta ao deputado federal Luiz Bassuma (PV), que declarou apoio a Serra. "Tivemos figuras que fizeram de tudo para fechar as portas para a reunião no segundo turno", alfinetou. Ele ainda criticou o que entendeu ser a tentativa de levar a religião para dentro do Estado. "Não podemos aceitar isso", bradou.
Durante o ato, o único deputado estadual eleito pelo PV, Eures Ribeiro, anunciou que integrará a base de apoio ao governo Jaques Wagner (PV) no início da próxima legislatura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário