28 de out de 2010

Lula optará pela manutenção de Battisti no Brasil


Do Terra
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai decidir se vai extraditar o ex-ativista italiano Cesare Battisti antes da posse de seu sucessor, no dia 1º de janeiro. Segundo reportagem do jornalO Estado de S.Paulo, informações dos bastidores do Palácio do Planalto indicam que a medida de Lula - que tende pela manutenção de Battisti no Brasil - tem como objetivo evitar constrangimento ao futuro presidente com uma decisão que deveria ser sua.
Battisti foi condenado à revelia (sem o comparecimento do réu ao julgamento para se defender) à prisão perpétua na Itália, sob acusação de ter cometido quatro assassinatos nos anos 1970. Em novembro de 2009, o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a extradição de Battisti à Itália, depois de insistentes pedidos e até de recursos à corte por parte do governo italiano. A decisão se deu por 5 votos a 4. Mas os ministros acrescentaram, na decisão, que a palavra final caberia ao presidente da República. Desde então, Lula tem ignorado o problema. Segundo auxiliares, agora, entretanto, Lula quer abrir o caminho para o seu sucessor, poupando-o de situações constrangedoras ou polêmicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário