28 de out de 2010

Vereador do Rio Cassado por excesso de faltas

Obs. Ele está preso por envolvimento com milícias
DO Diário Catarinense

A Câmara do Rio cassou o vereador Cristiano Girão (PMN) por excesso de faltas, durante reunião na manhã de ontem.

A punição é prevista quando o número de ausências nas sessões legislativas atinge 30%.

Girão é bombeiro e está preso desde dezembro de 2009 sob a acusação de envolvimento com milícias do Bairro Gardênia Azul (zona oeste do Rio). Ele atingiu os 30% de ausências no início deste mês.

A decisão sobre a cassação cabia à mesa diretora, e os cinco integrantes – presidente, primeiro e segundo vices e primeiro e segundo secretários – votaram pela cassação. Girão não perdeu seus direitos políticos. Isso só acontecerá se houver uma decisão nesse sentido da Justiça Eleitoral.

Segundo a assessoria de imprensa da Câmara, este foi o primeiro caso de cassação de mandato de vereador na história da instituição. O vereador Jerônimo Guimarães, o Jerominho, também foi preso por envolvimento com grupos milicianos, em dezembro de 2007, mas seu mandato terminou antes que ele fosse cassado.

O suplente de Girão, que vai assumir sua cadeira na Câmara, é José Everaldo Costa (PMN).

Nenhum comentário:

Postar um comentário