31 de out de 2010

Tarso Genro comenta a virulência da campanha contra Dilma

Da Folha

O governador eleito do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, disse hoje que os tucanos "erraram na dose" ao atacar a presidenciável petista Dilma Rousseff durante a campanha eleitoral.

"Os tucanos erraram na dose de virulência verbal, de ataques pessoais e de acusações infundadas que, como é natural no processo democrático, foram reproduzidas fartamente pela imprensa", disse o petista, eleito no primeiro turno.
Trata-se de uma citação indireta ao escândalo que derrubou a ex-braço direito da petista Erenice Guerra da Casa Civil e à polêmica sobre o aborto --que fizeram Dilma perder terreno e postergaram a eleição presidencial ao segundo turno.
Os ataques da oposição tinham como objetivo tentar dissociar Dilma do seu principal trunfo político: a força política do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, padrinho da presidenciável.
"A população brasileira sentiu que nessa virulência e nesse exagero estava algo que queriam esconder, que é o sucesso do projeto socioeconômico do governo Lula".
As declarações foram dadas hoje de manhã em Porto Alegre.
Tarso acompanhou Dilma em um café da manhã com cerca de 150 apoiadores gaúchos, na hora de votar e depois embarcou no jato particular que levou a candidata a Brasília no início da tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário