21 de out de 2010

Motivos para o fogo amigo no caso da quebra de sigilo bancário da Família Serra e suas ligações com Daniel Dantas

Heraldo  Pereira, no Jornal da Globo de ontem irritado com o depoimento do Jornalista Amaury Jr, na polícia federal. Em certo momento, nos moldes de William Waack, afirma que isto não pode ser verdade( olha a torcida).
Primeiro: O Jornalista Amaury Jr., na época que encomendou a quebra trabalhava no Estado de Minas, que o próprio Heraldo sabe que é partidário de Aécio.

Segundo: a época da encomenda a disputa entre Aécio e Serra dentro do PSDB foi dura, inclusive Aécio ficou extramamente incomodado com atuação do PSDB paulista, contudo, não veio público externar os fatos, somente respondeu com o pífio apoio à Serra em Minas.

Terceiro: Qualquer ato em que o Deputado Marcelo Iatigiba está participando, todo o cidadão irá se precaver de alguma forma.

Quarto: a discussão é sobre a quebra, e esta foi realizada quando o repórter trabalhava para o veículo de comunicação partidário de Aécio.

Quinto: o Jornal da globo mistura os fatos, e diz que posteriormente o material foi usado em um suposto dossiê que nunca apareceu;

Sexto: a própria Veja (pouco tendenciosa)afirma que o primeiro encontro entre Amaury e o tal grupo do PT se deu em Abril de 2010 ou seja, antes não existiu qualquer contato do jornalista com o PT, portanto a encomenda da quebra era do antigo empregador, com ou sem anuência de Aécio;

Sétimo e principal motivo: Quem ficaria contente com um escândalo sobre Serra no final de 2009, o PT que enfrentaria um adversário dez vezes pior (a probabilidade de vitória de Aécio sobre Dilma seria Enorme) ou o próprio Aécio que seria a única opção de candidato a presidente pelo partido, já que Geraldo Alckmin, não enfrentaria outra eleição para presidente e já era candidato ao governo do Estado de São Paulo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário