18 de out de 2010

Serra na Bahia

Do blog Viomundo

SERRA PROVOCA TUMULTO EM MISSA NO CEARÁ
A missa da festa de São Francisco, em Canindé no Ceará, que aconteceu neste sábado (16) foi bastante tumultuada e diferente das anteriores. O motivo foi a presença do candidato à presidência da República, José Serra (PSDB) e outros acompanhantes tucanos. Os cristãos acreditaram que a participação do postulante na missa era apenas oportunismo religioso para angariar votos e “atingir” a outra candidata Dilma Rousseff (PT). A festa é o grande evento religioso da cidade, onde acontece a maior romaria da América Latina, em homenagem a São Francisco. Quando o candidato chegou foi imediatamente vaiado por manifestantes petistas. Na saída Serra chegou a ser empurrado e quase caiu. O padre Francisco Gonçalves disse que isso é uma profanação, e que um momento como aquele não deveria ser interrompido por manifestações políticas. Ao fim da celebração o padre mostrou um panfleto contra Dilma e deixou a comitiva tucana atônita. “Acusam a candidata do PT em nome da igreja. Não é verdade”, concluiu o sacerdote. A plateia aplaudiu.
*****
A própria rádio CBN, das Organizações Globo, noticiou o acontecimento.
Porém, o JN omitiu a notícia.
Tratar dela poderia expor aos telespectadores:
1. Que Serra conta com apoio explícito de setores da igreja Católica;
2. Que provoca divisão, assim, entre os próprios católicos;
3. Que o modus operandi adotado em São Paulo — panfletos que a igreja mandou imprimir em gráfica de gente ligada ao PSDB — pode ter sido adotado em outras regiões do Brasil.
Para Serra — e o JN — é importante esconder estes fatos, pois trombam com a ideia de candidato “de união” e “do bem”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário