5 de out de 2010

A desordem cambial

Esta semana o ministro da fazenda, Guido Mantega, anunciou o aumento do IOF - Imposto sobre Operações Financeiras, de 2 para 4 por cento, incidente exclusivamente sobre investimentos de renda fixa.

A medida restrita à renda fixa, não vai reduzir a entrada de capitais, somente ocorrerá a migração para o investimento em ações.

A ação contra a valorização do real deve ser mais contundente, a base de operação do dólar deve tomar como base a moeda a R$ 2,20, nem que artificialize o câmbio, como faz a China.

Nenhum comentário:

Postar um comentário