28 de set de 2010

A isenção da Folha IV

Do blog do Luis Nassif


Por Ricardo Montero
Hoje, recebi um email da ombudsman da Folha de São Paulo. Transcrevo abaixo meu email e a resposta obtida...
"Prezada omdudsman,
o que justifica a Folha nada comentar a respeito da matéria da Carta Capital desta semana, que mostra a violação do sigilo bancário de 60 milhões de brasileiros pela firma Decidir.com, ocorrida em 2001, sendo a empresa de proprieda de Verônica Dantas e Verônica Serra?
O que justifica a Folha, ao repercutir a matéria da Veja desta semana (caso Erenice Guerra), engolir a versão do repórter da Veja, apesar de desmentidos categóricos vindos até de sua suposta fonte (que inclusive é erradamente apresentado pela revista como dono de uma empresa envolvida no imbroglio)? A folha não deveria agira com mais cuidados neste caso?
Enfim, nos últimos tempos, a Folha tem se superado na ruindade. Saudades do Frias-pai!
Cordialmente
Ricardo Montero"
A resposta:
Caro Ricardo,
agradeço sua manifestação. Abaixo transcrevo resposta de Alan Gripp, da editoria do caderno Poder.
Atenciosamente,
Suzana Singer
"Nós estamos apurando a história, mas não tivemos acesso ainda ao processo (em sigilo)."  
comentário: Há bom, quando a Veja lança matéria primeiro repercute depois se aprofunda na investigação.

Bela isenção do jornal. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário