8 de fev de 2012

Teoria geral das ilegalidades

Genial!
No blog pensando e seguindo

O Policial pode dar uns cascudos no suposto ladrão. Faz bem, pois, vagabundo tem que morrer. Direitos humanos, para humanos direitos. É legítimo.

Quando são feitas as prisões em flagrantes, eles podem, escancaradamente, fazer um só depoimento e colocar outros dois colegas, para assinar como testemunhas perfeitas. Podem também combinar os depoimentos nas audiências. Fingimos que não percebemos a fraude. Isto facilita a condenação, portanto, também é legítimo.

Capitão Nascimento humilha os colegas, mata e tortura os outros, sem piedade. "Traz o saco!" Pega a vassoura". É um herói. O que faz é legítimo. Se todos fossem como o Bope, não haveria crime.

Desocupações com bombas de gás e balas de borracha também podem ser feitas. São extremamente  legítimas.

Muitas atitudes violentas e ilegais dos policiais militares, quando atingem pobres e defendem patrimônios, são ,todos os dias, legitimadas, apoiadas e idolatradas por jornalistas, donas de casa, promotores, vendedores, engenheiros e juízes. Tudo é legítimo.

Um dia, provavelmente, após ver Tropa de Elite e receber os vergonhosos contra-cheques, os PMs pensam:

"Espera um pouco. .. eu salvo o patrimônio de todo mundo, mas recebo uma porcaria em troca... Eu salvo o dinheiro dos outros, mas ninguém nem se importa com o meu... Quer saber, vou me revoltar".

PM fazer greve é ilegal, mas eu sempre cometo ilegalidades e elas são legítimas.

Fechar ruas é ilegal, mas ensinaram que as minhas ilegalidades são legítimas.

Espalhar ondas de pânico é ilegal, mas aprendi que, desde que os fins pareçam justificar os meios, minhas ilegalidades são legítimas."

Aí, o governador, que cria o absurdo baralho do crime, que lançou o sugestivo slogan "Cadeia ou caixão" e que apoiou a greve da polícia de 2001, quando era oposição, diz que os policiais são bandidos, que a greve é ilegal e que não negocia.

Aí, a sociedade que pede mais Capitães Nascimentos executando e torturando os traficantes, brada contra os policiais que não cumprem seu papel de defender a lei e a ordem.

Aí, jornalistas que vivem de espalhar o terror, vivem de criar ondas de pânico, que vivem de lançar boatos e defender que o mundo é muito inseguro, além de aproveitar para espalhar mais boatos assustadores, malha sem dó os policiais marginais.

Como esse mundo é complicado! Sugiro que nos próximos cursos de formação dos policiais, seja ministrado um novo curso. Afinal de contas, o problema é a formação incompleta e o baixo nível instrutório dos soldados. Um ciclo de matérias obrigatórias, poderia acabar com este problema:

Teoria Geral das Ilegalidades. (para definir o que é descumprir a lei)
Ilegalidades permitidas pelos hipócritas I. (para ensinar que muitas vezes, é permitido descumprir a lei)
Ilegalidades permitidas pelos hipócritas II.(são muitas vezes mesmo, não cabe só em um semestre)
Ileglidades proibidas pelos hipócritas. ( para que os batalhões cometam ilegalidades, mas saibam se por no seu lugar)
Temas complexos da ilegalidade. ( Talvez, pudesse ser uma pós...)

Quem sabe assim, não vamos ter exatamente a polícia que parecemos querer?

Nenhum comentário:

Postar um comentário